Cirurgia plástica no nariz: entenda como é feito o procedimento

cirurgia plástica no nariz
A cirurgia plástica no nariz é o terceiro procedimento mais feito no Brasil

A cirurgia plástica no nariz ainda é uma das mais realizadas no Brasil. Mas você sabe como funciona esse procedimento?

Ocupando o terceiro lugar no ranking de cirurgias, a mudança no nariz sempre foi muito popular. Atualmente, porém, existem alternativas para quem não está feliz com o rosto.

Se este é o seu caso e você não sabe ainda como funciona o procedimento, não se preocupe. Confira as informações a seguir!

Saiba como é feita a plástica no nariz

rinomodelação
A rinomodelação precisa respeitar os traços originais

Mais conhecida como rinoplastia, a cirurgia plástica no nariz ajuda a deixar o tamanho mais harmônico. Além disso, corrige imperfeições como narizes aduncos, entre outros. Exigindo bastante expertise do cirurgião, tende a ser bastante delicado.

O primeiro passo para um rinoplastia está na avaliação do profissional. Nem sempre o nariz sonhado é o ideal para o rosto.

Considere, por exemplo, que muitas pessoas querem narizes como o de famosas, mais arrebitado e fininho. Entretanto, há rostos mais redondos ou com formatos que não combinam com esse perfil.

Antes do procedimento,  são avaliados dois critérios essenciais: proporção e simetria. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, existem softwares que ajudam a prever resultados. Dessa forma, a foto do próprio paciente serve como ponto de partida para a cirurgia.

Em geral, a cirurgia é então dividida em 3 etapas:

  • dorso: aquele ossinho que incomoda muitas pessoas;
  • ponta: para deixar mais ou menos arrebitada, por exemplo;
  • septo: tendo também função corretiva para facilitar a respiração.

Em certas situações, há ainda a necessidade de adaptar as asas nasais. Isso porque as laterais podem demandar cuidados para combinar com as demais alterações.

Veja uma das principais alternativas para a rinoplastia

rinomodelação
Existem opçõe menos invasiva

Embora seja ainda muito requisitada, a cirurgia plástica no nariz não é a única forma de correção. Atualmente, principalmente para mudanças leves, existem opções menos invasivas.

A rinomodelação é um exemplo dessa alternativa. Realizado por biomédicos, esteticistas e até dentistas, é um procedimento que dá resultado imediato. A técnica consiste em preencher lugares estratégicos com ácido hialurônico.

No caso de um nariz adunco, por exemplo, é possível camuflar o ossinho saltado deixando o formato mais reto. Assim, há menos destaque para a imperfeição e mais simetria no rosto como um todo.

No entanto, cabe dizer que se trata de uma solução menos definitiva. O ponto positivo é que é mais facilmente reversível. Caso não fique de acordo com o esperado, o preenchimento perde efeito em até 6 meses a um ano.

Para quem não gosta do nariz, é interessante sempre considerar o que é mais válido para o resultado desejado. Há situações em que o nariz não combina com o rosto ou tem traços muito fortes. Assim, a rinoplastia continua sendo a melhor decisão.

Em resumo, a cirurgia plástica no nariz é capaz de transformar a autoestima. Mas apenas quando respeitar a simetria e as características do paciente. Sem contar que existem alternativas para situações mais leves.

Mas e então, o que você acha? Tem vontade ou já fez rino? Conta pra gente aqui nos comentários! 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*