Entenda o que são cosmético vegano, cruelty free e orgânico

exemplo de cosmético orgãnico
Os cosméticos naturais e que respeitam a natureza estão em alta

O mercado de produtos avançou bastante. Há cada vez mais variedade em cosmético vegano, cruelty free e orgânico. Mas você sabe a diferença entre eles?

Embora as marcas estejam se esforçando para deixar para trás a crueldade, algumas fórmulas ainda dependem de insumos de origem animal. Já outras priorizam materiais naturais, vindos de vegetais.

E é sobre como reconhecer cada uma dessa categorias que vamos falar hoje. Confira a seguir! 

Entenda o que é considerado cosmético vegano

cosmético vegano
Dispensar matéria prima animal é uma tendência entre as marcas

Cada vez mais, as pessoas estão rejeitando produtos que causem qualquer dando aos animais. Os cosméticos veganos são fórmulas preparadas pela indústria da beleza sem qualquer necessidade de produtos com essa origem. 

Para entender melhor, lembre de componentes como aminoácidos, pantenol, vitamina B e glicerina. Muito presentes em shampoos, sabonetes e condicionadores, esses itens podem tanto ser retirados de vegetais quanto de animais. Para um cosmético vegano, a escolha é sempre pela opção vegetal. 

Para que seja considerado vegano, o produto não pode contar com qualquer envolvimento animal em sua produção. A maioria das marcas que seguem as diretrizes possuem uma certificação oficial. 

O que acontece é que algumas bandeiras nem sempre são respeitadas de forma completa. Há indústrias que, por exemplo, não utilizam itens animais, mas ainda os utilizam em fases de testes. Portanto, ainda que tenham produção vegetariana, não se enquadram como veganos.

Saiba como são definidos os produtos cruelty free

animal representando cruelty free
Ninguém quer ficar bonita às custas de crueldade animal

Ninguém quer ficar bonita às custas dos animais, não é mesmo? Na prática, não basta apenas buscar por produtos que não usem componentes de origem animal. É preciso ficar atento para saber se não há testagem com animais. E elas são mais comuns do que você imagina.

Considere como exemplo alguma marca que seja vendida tanto no Brasil quanto na China. Ainda que a empresa não teste em animais por aqui, nem sempre ela poderá ser considerada cruelty free. Essa restrição acontece porque o mercado cosmético chinês exige que todos os produtos sejam testados por animais. Portanto, pode ser que aquela companhia que você considera animal friendly, não o seja tanto assim ao redor do mundo.

Outra questão importante é considerar a cadeia de produção de um cosmético. Para ser cruelty free, um produto não pode ter sido testado por animais em qualquer uma de suas etapas. E essa é uma grande dificuldade.

Em geral, para produzir qualquer tipo de fórmula, as empresas contam com diferentes parceiras. E não é raro que essas parceiras ainda utilizem animais em sua cadeia de produção. Portanto, é preciso ficar atento e buscar informações concretas sobre como a marca age do início ao fim do processo industrial.

Veja a diferença de cosméticos orgânicos

exemplos de cosméticos veganos
É importante não confundir cosméticos veganos com naturais

Essa é a classificação que mais demanda cuidados para quem quer usar produtos sem envolvimento animal. Os cosméticos orgânicos não possuem uma definição oficial no Brasil. Ao contrário de alguns poucos países, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, ANVISA, não conta com qualquer regulamentação sobre esse tipo de produto.

Em geral, para entrar nessa categoria, são consideradas porcentagens mínimas de componentes orgânicos na fórmula. Nos EUA, há uma margem entre 30 e 90% de obrigatoriedade de matéria prima orgânica para que entre nessa classificação.

É importante cosniderar que geralmente as empresas que trabalham com orgânicos sempre priorizam a produção consciente. Para se ter certeza, porém, da origem, atualmente é mais fácil entrar em contato com o SAC da empresa para saber da porcentagem. Os rótulos não possuem uma padronização que indique essa informação.

O que é importante ter em mente é que um cosmético orgânico não significa que seja vegano ou até mesmo cruelty free. É absolutamente possível que uma empresa que utilize apenas orgânicos continue fazendo testes em animais. Portanto, se trata de uma categoria que demanda muito cuidado. 

Claro que, em geral, os benefícios tendem a ser consideráveis. O risco de alergias é menor, assim como o impacto na natureza. No entanto, nem sempre é o ideal para consumidores veganos ou que estão diminuindo o consumo de carne. 

Confira dicas de como comprar cosmético vegano, cruelty free e orgânico

cosméticos veganos
É possível comprar produtos de boa qualidade online

Agora que você entendeu melhor cada categoria, é importante decidir o que é prioridade para você. É mais comum que os testes em animais sejam os mais rechaçados. Por isso, nunca deixe de consultar as listas de marcas que são cruelty free. Se trata de uma referência importante.

Para nunca errar, vale sempre ficar de olho aos rótulos também. Não hesite em pesquisar cada item e inclusive mandar mensagem para as companhias. Muitas são bastante receptivas e respondem até mesmo sobre sua cadeia produtiva. 

Uma dica também muito importante é buscar informações sobre a presença da marca na China. A Loreal, por exemplo, já declarou que fez um acordo com o governo de lá para não ter que realizar testes em animais. Esse tipo de detalhe é importante para que você não compre algo achando que é cruelty free, sem que mantenha a postura por completo. 

Descubra qual tipo de cosmético é o melhor para sua beleza

mulher usando cosmético vegano
Leve suas convicções em consideração ao escolher seus produtos

O melhos cosmético vegano ou não é aquele que não compromete os seus princípios. Se você é contra a crueldade animal, não importa tanto se é orgânico ou não, mas sim se não há testagem em coelhos, ratos, e outros.

Claro que é válido pensar em uma composição que não tenha origem animal também. Contudo, se você ainda está se libertando, tente considerar as opções que estão mais de acordo com as suas convicções no momento. Nada te impede de ir se desligando de marcas aos poucos.

Em resumo, comprar cosmético vegano, cruelty free ou orgânico demanda um pouco mais de cuidado. Fique atento a todas as informações do rótulo e da composição. Assim será mais fácil compreender se você está comprando produtos que não fazem mal para outro ser ou para a natureza em geral.

Você tem alguma marca legal para indicar? Que não teste em animais e seja super comprometida com os clientes? Aproveite para deixar um comentário contando para nós! Teremos o maior prazer em divulgar por aqui!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*